JCV ProduçõesPerdão Mr. Fiel
Imprensa

 

Cinecultura, 01 de fevereiro de 2010

Festival de Cinema premia os longas "Hotel Atlântico", "Perdão Mister Fiel" e o curta "Para Pedir Perdão"

Por Michelle Rossi

Festival de Cinema de Campina GrandeForam revelados na noite de sábado (30/jan), os vencedores do 7º Festival de Cinema de Campo Grande - FestCine Pantanal. Ganharam o Troféu Glauce Rocha, na categoria Melhor Longa-Metragem, os filmes: "Hotel Atlântico", de Suzana Amaral, na categoria Júri Oficial e "Perdão Mister Fiel", de Jorge Oliveira, no voto popular, que ainda recebeu Menção Honrosa do Júri Oficial "por sua importância ao discutir o Brasil político". Cada um leva premiação de R$ 10 mil. Já a categoria "Melhor Curta-Metragem" consagrou o filme "Para Pedir Perdão", de Iberê Carvalho, nas categorias oficial e popular, com prêmio de R$ 5 mil, cada.

Na cerimônia, realizada na sala do CineCultura, ainda foram entregues o Troféu Glauce Rocha para Nilson Rodrigues, idealizador do Festival de Cinema de Campo Grande, e para Hermano de Mello, como representante do público que compareceu ao festival. Depois da entrega ainda houve sessão extra de "Alma do Brasil", de Líbero Luxardo e, para recepcionar o público depois das atividades, música com Guga Borba na tenda.

O voto popular foi dado após as exibições dos concorrentes na sala do CineCultura, enquanto o Júri Oficial deste FestCine Pantanal esteve composto por: Oscar Rocha, jornalista e crítico de cinema; Edson Audi, cineasta; Ciro de Oliveira, jornalista; Henrique Medeiros, publicitário e Bruna Meldau, atriz. A premiação para "Hotel Atlântico" foi justificada pelo Júri Oficial por "sua aposta na ousadia da narrativa, estabelecendo nova perspectiva para o cinema brasileiro".

"O festival teve bom público nas sessões da Capital e, também no interior pois conseguimos levar cinema para Corumbá e Dourados por mais um ano e ainda inaugurar sessões do festival em Bonito. Outro ponto interessante do festival foram as sessões realizadas nos bairros em Campo Grande, no Dom Antônio (Escola de Futebol Real) e no Jardim das Acácias (Casa Brasil Instituto Delta)", avalia a coordenadora do 7º FestCine Pantanal, Karla Viégas.

Mais de 7 mil pessoas assistiram aos filmes do festival, na Capital e interior. Foram 38 obras exibidas, entre curtas e longas-metragens. Duas sessões especiais marcaram a edição: a exibição de "A Hora da Estrela" (1986) de Suzana Amaral - homenageada do 7º FestCine Pantanal, obra baseada em romance homônimo de Clarice Lispector. Outra projeção especial foi a de "Alma do Brasil" (1931), de Líbero Luxardo, para comemorar os "100 Anos de Cinema em Campo Grande" - filme que seria incialmente exibido uma única vez, teve três sessões, devido à superlotação da sala.

Estavam na disputa, os longas: "É proibido fumar", de Anna Muylaert; "Hotel Atlântico", de Suzana Amaral; "No Meu Lugar", de Eduardo Valente; "Os Inquilinos", de Sérgio Bianchi; "Perdão Mister Fiel", de Jorge Oliveira Bianchi e "Ouro Negro", de Isa Albuquerque.

Os curtas selecionados e que diputavam o Troféu Glauce Rocha eram: "Povo Marcado", de Luciana Lopez e Werinton Kermes (SP); "Ernesto no País do Futebol", de André Coelho Mendes (SP); "A Princesa e o Violinista", de Augusto Ramos Bozzetti (RS); "Os Filmes Que Não Fiz", de Gilberto Scarpa (MG); "Um Par a Outro", de Cecília Engels (SP); "Para Pedir Perdão", de Iberê Carvalho (DF); "Omoidê", Danon Lacerda (RJ); "Xucuru Orurubá", de Marcilia Cavalcante Barros (BA); "Pequenina", de Naná Baptista (RS); "Bom dia, Meu Nome é Sheila ou Como Trabalhar em Telemarketing e Ganhar um Vale-Coxinha", Ângelo Defanti (RJ); "No Noel", Sabrina Tozatti (SP); "Em Terra de Cego", João Boltshauser (RJ); "Vela Ao Crucificado", de Frederico Machado (MA) e "Blackout", Claudine Franco (RJ).

 

« Voltar

 

Ancine
Patrocínio
Eletrobrás
Petrobrás Brasil - um país de todos
Transpetro
Apoio
Governo de Alagoas Engevix
Chesf Ceal
PERDÃO MR. FIEL: O FILME | IMPRENSA | CONTATO | EQUIPE | FOTOS | VÍDEOS